Como saber qual a etapa correta para tratar cabelos danificados? DIAGOSTICAR

nnn

 INDEPENDENTE DO CABELO ele é formado por inúmeras substância  e quando há  dano  será necessário conhecer a formação dos fios para determinar se  será necessário reparar  somente a cutícula, ou a cutícula e  o córtex  e se for no córtex o que  e em qual setor será necessário realizar este reparo através de qual substancia, pois cada uma das regiões tem necessidades  diferentes. 

(Imagem ilustrativa)

Só então determinar qual será a sequência do tratamento. Conforme demonstra os tratamentos abaixo.

DIAGNÓSTICO: Determinará as condições exatas do couro cabeludo e fios, e qual o quais substâncias o cabelo e couro cabeludo necessitam, a partir de então pode-se determinar qual  dos procedimentos será o mais indicado para solucionar o problema dos fios.

Em que caso aplicar a Hidratação?

        Quando os cabelos apresentem todos os graus de porosidade (suave, leve e moderada), frizz em excesso e aspereza ao toque.

Hidratação: COM PRODUTOS:Protegem a superfície dos fios evitando ao dano interno, destinada a cabelos extremamente secos e porosos, tem a função deCondicionamento dos fios (maleabilidade, sedosidade), retenção hídrica dos fios. Devolvem brilho e maciez.

(Imagem ilustrativa –linha Hidra Wash)

Hidratação: Ingestão de Água Tomar água diariamente e em quantidades suficientes para o peso corporal auxilia na absorção dos nutrientes pelo organismo, também auxilia na regulação da temperatura corporal e hidrata a pele, sendo assim também mantém hidratado o couro cabeludo)

(imagem ilustrativaa)

Quando aplicar Nutrição/ Umectação:

§  Quando os cabelos se apresentam com perda da forma, volume excessivo, muito frizz  e ao tocar o sensorial seja com  porosidade  leve, média ou mesmo elevada. ,

Nutrição: Produtos: Sela a cutícula (parte externa dos fios, evitando assim os danos ao interior do fio (córtex)  evitando a perda hídrica) diminuindo a eletricidade estática dos fios  que desencadeia  o excesso e volume, frizz,  reforça o brilho, maciez e sedosidade

(Imagem ilustrativa)

Nutrição: Alimentação: Através da injeta de alimentos ricos em carboidratos, proteínas, oligoelementos, vitaminas e sais minerais a corrente sanguínea leva até os capilares sanguíneos, fonte que alimenta o fio de cabelo ainda na região da papila dérmica.

(imagem ilustrativa)

mmmm

Quando aplicar cauterização?

        Quando ao tocar nos fios os cabelos  apresentem partes onde possa ser percebido que  as cutículas estão “abertas” ou mesmo sentir ao deslizar as  mãos sobre os fios que em algumas regiões no decorrer da extensão dos fios .existem falhas como se o fio fosse mais fino e as cutículas não tivessem  uma sequência. Quando alado a todos os fatores citados os cabelos também perderam totalmente o brilho.

Cauterização: Processo que através da aplicação de queratina (liquida, gel) preenche fissuras na superfície da cutícula.  Também recebe a aplicação da chapinha para selar a cutícula e fixar “ainda mais“ a queratina aplicada.  Este processo devolve ao fio uma superfície lisa e com sensorial agradável.

(Imagem Ilustrativa)

  • Quando aplicar Reconstrução?
  • Elevado grau de porosidade;
  •  Frizz em excesso
  • Aspereza ao toque.
  • Perda da forma,
  • Volume excessivo,
  • Sensorial desagradável ( falhas e afinamento ao deslizar as mãos;
  • Cutículas "abertas" , perda do brilho
  • Afinameto na extensão dos fios , com regiões alteernadas  
  • Dificuldade para desenbaraçar e pentear;  

Reconstrução: Processo que repara intensamente os danos  internos e externos da fibra capilar.  Repondo substâncias importantes a fibra capilar como: óleos, massa, água, através do depósito;  restaurando desde o brilho, maciez, sedosidade, facilidade para pentear e resistência dos fios.

(imagem ilustrativa)

Quando aplicar SOS?

Quando após processos químicos como colorações, descolorações, alisamentos  (tioglicolato, progressivos) os cabelos começam a partir os fios

SOS BELLKEY:  Processo que cessa a quebra dos fios, reestabelecendo as ligações das pontes estruturais (Pontes de hidrogênio e dissulfeto) que dão forma e resistência. 

(Imagem ilustrativa)

Tratamento para raízes oleosas

        Raízes oleosas são em grande parte desencadeadas devido a produção em excesso pela glândula sebácea. Pode ser desencadeado por vários motivos  agentes internos e externos (shampoos, colorações, descolorações, escovas definitivas  com p.H alcalinos ou devido a aplicação de escovas progressivas com p.H extremamente ácidos. Para retornar ao p.H fisiológico ou próximo dele é necessário a aplicação de shampoos com p.H fisiológico semelhante.. Quando  a produção da oleosidade ocorre em excesso fica acumulada no couro cabeludo e na parte proximal dos fios ( perto do couro cabeludo). Não conseguindo distribuir uniformemente no restante dos fios.  Mas Lavar os cabelos oleosos  duas vezes ao dia ou mesmo, duas  três vezes ao contrário do que se pensa só aumenta a produção do oleosidade o couro cabeludo.  Deixando a raiz e os cabelos próximos com aspecto de sujo e muito oleosos.

Qual a maneira mais indicada para higienizar este tipo de “cabelos” já que em muitos casos as raízes são oleosas e as pontas secas e ressecadas.?

         A indicação é o SHAMPOO CLEANER limpa a oleosidade da raiz. Porem em caso de raiz oleosa e pontas danificadas  deve ser aplicado apenas na couro cabeludo. E na sequencia sem retirar o shampoo da raiz, seguida, opte em shampoos de  tratamento  para comprimento e pontas como  o da Linha REINFORCE  OU UMECTAÇÃO 12 ÓLEOS, Com isso, cuidará do comprimento e pontas através da  reconstrução e nutrição, finalizando a pausa após 2 ou 5 minutos. 1º Shampoo Cleaner aplicar na raiz

        1° Shampoo Cleaner

        2º shampoo Reinforce –  aplicar no comprimento e pontas

        3º Shampoo 12 óleos- comprimento e pontas

(Imagem ilustraiva)

CLÁUDIA BARBOZA

TRICOLOGISTA COSMÉTICA 

ELABORAÇÃO DO TEXTO

05/03/2020

Ainda precisa de ajuda? Contate Contate