PRINCIPAIS ERROS NO RETOQUE DE RAIZ COM COLORAÇÃO

(Imagem ilustrativa)

Coloração:

Produto capaz de colorir fios brancos, mudar a cor dos cabelos naturais, escurecendo ou clareando alguns tons.

Necessita de agente oxidante (água oxigenada) para facilitar que  o agente acoplador chegue até a região onde encontra-se a melanina( cor natural dos fios)   na região do córtex e assim possa realizar seu papel: oxidando a melanina natural e depositando  a nova cor.

Este tipo de coloração é chamado de oxidativa e é permanente (será removida através e descolorante), não tem o “poder” de clarear cabelos já coloridos mesmo com tonalisantes ou colorações semi ou demi- permanentes (que simbolicamente “saem” com algumas lavagens).

Retoque de raiz

O retoque de raiz é um procedimento realizado através do processo de aplicação da coloração que já foi aplicada anteriormente em todo o cabelo ou em cabelos que já receberam cor em outa aplicações.

Como aplicar a coloração no retoque de raiz?

1.     Após preparar a mistura entre a cor para cobertura de brancos,

(Ex: (5.0) castanho claro) caso a cliente possua mais de 30% deles, esta cor poderá ser misturada a uma cor fantasia (Ex: 5.66 castanho claro vermelho intenso) e a esta mistura será adicionado  um oxidante (água oxigenada  para cobertura de brancos se for o caso deverá ser 20 vol., 30 vol. ou 40 volumes).

2.     Após o reparo da mistura a aplicação deverá ser realizada somente na região onde os cabelos novos (área de crescimento). Se houver mais de 30 % de bancos, ou brancos em grande quantidade localizada, a indicação é que o tempo de pausa seja de 45 minutos e no mínimo 30 minutos.

 O tempo de pausa é importante?

SIM!

Tempo inferior ao determinado pelo fabricante da coloração podem acarretar em: transparência, regiões com falhas na cobertura dos brancos e durabilidade da cor após a coloração pode ser comprometido “levando” ao desbotamento e pera de brilho.

Ao terminar a aplicação do retoque de raiz posso “puxar a coloração para o restante dos fios                       (comprimento e pontas)?

NÃO.

O motivo pelo qual não se deve “puxar” a coloração da raiz para o comprimento e pontas  poderá fazer com que  a quantidade de coloração   que ficou na raiz não seja suficiente para  cobertura dos brancos ou mesmo para cabelos que não tenham nenhum percentual de brancos poderão ficar com regiões e falha de cobertura de cor na região da raiz (apresentando manchas escuras ou mesmo mais claras).

Outro motivo pelo qual esta cor não deverá ser “puxada” da raiz ao restante é pelo fato de que a mistura de coloração e oxidante aplicados na raiz tem como função, escurecer ou clarear os fios naturais  e cobrir brancos ,caso haja), JÁ A REGIÃO DE COMPRIMNETO E PONTAS JÁ POSSUI UMA COR DEFINIDA E SÓ NECESSITARÁ SER  REAVIVADA.

O que pode causar se “puxar” a coloração do retoque para o comprimento e pontas?

Lembre-se a coloração oxidativa neste caso com amônia tem a função de oxidar, ou melhor, exemplo DESTRUIR a cor natural dos fios e assim colocar-se em seu lugar.

Portanto quando “puxamos” colorações com amônia para o restante dos cabelos onde já existe uma cor artificial estaremos “danificando“ a cor que já estava ali.

Mas os danos a esta cor do comprimento e pontas não param por ai, a amônia existente na coloração tem como função dilatara cutícula para que o oxidante penetre e leve o acoplador até o córtex (MAS EM CABELOS NATURAIS), neste caso as pontas já tem cor, MAS AI QUE MORA O PERIGO, esta amônia não é pensante e ao entrar em contato com os fios, sejam eles coloridos ou não irá desempenhar um papel, no caso do cabelo já colorido ela irá entumecer o fio, inchar a cutícula e com isto começara processos danosos na superfície dos fios como: descolamento e perda de camadas cuticulares, perda da oleosidade natural que recobre os fios dando brilho,

IMAGINE ENTÃO ALGUÉM QUE TODO MÊS  AO RETOCAR A RAIZ “PUXA” A COLORAÇÃO PARA COMPRIMENTO E PONTAS, após algumas aplicações os cabelos começam a apresentar-se extremamente ressecado , com o tempo parecem “esponjas vegetais” ,aquelas usadas para banho, e posteriormente iniciam o processo de afinamento da fibra que levam a quebra dos fios.

 

O que devo fazer para o comprimento e pontas, já que não seria correto “puxar” a cloração da raiz para pontas?

Após finalizar a aplicação da coloração da raiz, prepare outra porção que o mais  correto seria com tonalizante, pois o esmo não contém amônia, mas se não for possível, ADICIONE A COLORAÇÃO FANTASIA  EX5.66 que utilizou na raiz  com duas partes de emulsão reveladora... Aquela utilizada na mistura de tonalizante, e inicie a aplicação a partir da região onde você efetuou a aplicação da raiz, distribuindo uniformemente em todo o comprimento e pontas.

O Tempo de pausa será conforme o retoque da raiz aguarde o tempo de pausa da raiz e remova completamente o produto.

 Porque é importante utilizara misturas diferentes para raiz e pontas?

A raiz necessita ser clareado, cobrir brancos em alguns casos.

O comprimento e pontas, apenas necessita reavivar a cor.

Dicas BELLKEY PROFESSIONAL

Colorações e Tonalizante

Oxidante

Emulsão

CLÁUDIA BARBOZA

Elaboraçao do texto

16/01/2020

Ainda precisa de ajuda? Contate Contate